Sem data

Tata querida, bom dia! São 6 e 30 da manhã, faz bastante frio. Eu estava deitada e pensando, realmente escrevendo no pensamento, uma carta para você. Achei melhor levantar e vir escrever. Não vou à missa agora porque estou terminando de sarar de um resfriado. E também porque hoje é festa do Coração de Jesus e à noite termina o tríduo. Tata querida, faço votos e tenho que fazer alguma unidade para que tudo esteja tudo tão lindo aí como no Centro Mariápolis. Quero agradecer os dias maravilhosos vividos com você no Focolare. Para mim foi uma grande descoberta a vida de Focolare. Mesmo que eu já tivesse participado de alguns, realmente só fui compreender nestas últimas viagens. Eu não fazia ideia real de Focolare. Agora sinto que aprende-se mais vivendo com vocês do que participar de encontro. Não se assuste, é o meu jeito de expressar. Vou contar algumas notícias de casa. Foi uma, ou melhor, duas grandes alegrias: a sua cartinha e o seu telefonema. O Junior também ligou no dia do aniversário do seu pai e contou que ficou duas horas em Loppiano. Conte, se puder, os detalhes da visita para nós. O aniversário do seu pai foi lindo. Da família Ando só não vieram os pais. Também estavam todos os filhos, com exceção da Ana e do Gabriel. Imagine que o Gordo veio sozinho com o Enzo. De caminhonete nova e o Enzo veio sentado numa cadeirinha que veio dos EUA (é do João Vianey, irmão da Ana, que trouxe pro filho dele). Eles ficaram até sábado depois do almoço e do jogo do Brasil. Marcos, Maria Helena e as crianças (estão maravilhosas) e o Walter também vieram. A Ana veio especialmente de Jundiaí (a colega da Gi que mora lá e adora você) e também o Renato, namorado dela. O Régi também. Como o Centro Mariápolis está famoso agora aqui, fizeram até o bolo elétrico, que elas adoram. Bolo com chocolate, sanduíche de salsicha (esqueci, é cachorro quente!), pipoca, amendoim, chá mate com limão. Estava lindo. Jesus faz realmente tudo lindo se estamos com Ele. Mas se eu por primeiro não vivo, tudo vai para traz. Ontem eu não vivi atentamente a Vontade de Deus, tudo deu errado. Vou contar um pouquinho do Enzo, realmente é um menino esperto demais. Ele estava olhando o aquário e eu entendia que ele pronunciava 'petinho' para dizer 'peixinho'. Então eu também quis falar como ele: petinho. E ele respondeu: não é 'petinho', é 'pecinho'. Ele é um tesouro. Amanhã vai ser aniversário dele, ou melhor, vai ser comemorado porque o aniversário foi no dia 29 de abril. Vai ser na fazenda do Dique, lá em Capitólio. Parece que vai ser uma festa junina com churrasco. Se Deus quiser, iremos seu pai, eu e a Clara porque a Ude e a Gi vão ter provas. Esta semana Gi deve ter tocado novamente em Ribeirão Preto. Aqui em Pira está havendo, pela primeira vez, o Campeonato Brasileiro de Balão. São aqueles balões dirigíveis, não sei se você conhece. É um balão muito grande, movido a gás, e vão três homens no cestinho. Domingo vai ser o encerramento, com muita festa. Deixa contar da viagem de volta. Ganhamos lanche no ônibus, muito chique. Depois conseguimos voltar com o ônibus das 8,30 da noite. Só que não fiquei sabendo se a mãe da Maria, a mãe da Ana Marcia e a irmã da Sheila conseguiram passagens para elas porque nós saimos antes. Chegamos às 15 pras 11 e as meninas estavam nos esperando para jantar, ansiosas para saberem de todos os pormenores da viagem de vocês. Não sei se sua carta vai chegar hoje. Todos os dias vou até a área de casa, depois que o Correio passa, ver se ela chegou. Mas não importa. Queria também contar para você minha grande experiência no Focolare e que eu trouxe bem dentro do coração. Quando eu falei da minha tristeza para você porque a Sirlei não ia com vocês, você me respondeu que o que importa é estar na Vontade de Deus. Isso me tocou fortíssimo. Tento me lembrar muitas vezes disso. Clara agora passou a trabalhar na agência Centro, aqui no largo da Catedral. É o mesmo trabalho que ela fazia em Campinas e que agora abriram essa agência também aqui em Pira. Ela gosta muito desse serviço. Tem muito a ver com o serviço de assistente social. Foi ótimo. A Ude queria muito ir à Mariapolis Férias, mas a data não coincide com as férias dela. Reze bastante para ela. Anteontem foi a defesa de tese daquele colega da Clara de Campinas. Não sei você o conhece. É um excelente moço, ótima família. Depois da festa, ele esteve aqui em casa para trazer a Clara e estavam com ele + duas colegas que fazem pós-graduação no Cena. Então ele disse para elas, apresentando nossa família, que nós éramos a única família que ele teve amizade em Piracicaba (muitas vezes ele esteve hospedado aqui, ligeiramente às vezes dormido também). E que nós somos uma família diferente. Eu tinha ido à missa. Quando voltei, ele me abraçou fortemente e me prometeu ir à Mariápolis de Campinas. Seu pai e eu fomos convidados pelo Carlos do Mirante (o Carlos é dono, você sabe) para irmos rezar o terço amanhã numa festa de São João, no sítio dele. Mas nós talvez não possamos ir por causa do aniversário do Enzo. Ah Tata, são tantas coisas lindas depois que você foi para Loppiano que eu imagino que aí deve estar muitíssimo mais lindo. E as meninas, Lú e Nina, estão maravilhosas? Conte delas para nós. Reze muito para a Neta Del Nery que ainda não sei o resultado dela. Se Deus quiser, vai dar tudo bem. Estou com muitas saudades de você e de todas. Especialmente Katia, mando um abraço muito especial. Não vai dar para escrever mais nada. Você não acha que escrevi demais? Desculpe... Também eu queria contar que a Clara tem uma amiga de Campinas, Telma, que foi para os EUA e se arrependeu muito e ela mandou pedir para eu rezar para ela. Eu peço para você rezar também. Não esqueça do tio Antenor. Abraços e beijos para você e todas as meninas brasileiras. Com carinho muito especial para você, mamãe. Agradeço muito a Mirian a receita do óleo de alho de 4/4 horas. É excelente. Realmente só faz efeito se a gente tomar assim. A mãe da Mirian ainda não me escreveu. Quando elas escreverem para as mães que eu conheci, mande um abraço meu para elas e a minha unidade. Tchau. Mil beijinhos.

Comentários

Cacá disse…
Que demais, né? Os aniversários do papai sempre foram festas juninas, e ele adorava, né? Muito bom ler essas histórias, passa um filme na nossa cabeça .... Obrigada, Ude!!!❤️❤️
Lully disse…
Eu tive o prazer de estar em algumas comemorações da familia Valentini
Demais....
Sdds mil
Amo ler essas cartas

Postagens mais visitadas deste blog

Viva mesmo após a morte

09 de novembro de 1989

08 de agosto de 1990