Geléia de Mocotó

Minha mãe sempre se preocupou muito com a saúde da família, mas quando ouvia falar de alguém conhecido que estava doente, corria fazer alguma receita do tipo 'levanta defunto'. Suco verde era uma de suas prediletas, mas ela também adorava fazer geleia de mocotó. Ninguém em casa comia, pelo menos não me lembro de ver alguém comendo, mas ela tinha sempre um 'freguês'. E o negócio funcionava, viu... Primeiro como fazer a geleia de pé de galinha: 1,5 kg de pés limpos e sem as unhas mais 2 litros de água, além de duas rodelas de limão e duas folhas de laranjeira cravadas com dois cravinhos. Panela de pressão por uma hora. Os pés são coados no pano. Deve render 1.400 ml de caldo, que vai pra geladeira. Quando gelatinizar, depois de umas três horas, é só raspar a a gordura (que pode ser usada na cozinha) – raspar com um pano ou papel toalha toda a gordura. Partículas sólidas vão para o fundo. Então, desenforme e, se houver qualquer borra, é só tirar e acrescentar ao feijão ou sopa, por exemplo. Pronto, o caldo gelatinizado está limpinho e pronto para usar em doces e salgados. Pode acrescentá-lo a cozidos de grãos, sopas e molhos de carne, para dar mais consistência e brilho - só não pode exagerar, se não vira cola. Gelatina de mocotó de pé de galinha com especiarias: 500 ml de caldo gelatinizado de pé de galinha, 1/4 de xícara de açúcar (45 g) ou a gosto, 1 fatia de gengibre, 2 cravos, 1 pau pequeno de canela, 4 colheres (sopa) de leite, 2 colheres (sopa) de suco de limão, 1/2 xícara de suco de laranja, 2 colheres (sopa) de cachaça. Leve ao fogo baixo o caldo com o açúcar, o gengibre, o cravo e a canela. Deixe cozinhar por cinco minutos. Junte o leite, o suco de limão, o suco de laranja e a cachaça e desligue o fogo. Coe e coloque em forminhas ou formona e leve à geladeira. Deixe até firmar - cerca de 3 horas. Desenforme e sirva com um calda azedinha ( limão, maracujá).

Comentários

Clara disse…
Jamais vou me esquecer do que aprontei com o Roberto (marido da Neta) - Roberto não comia, nem come, frango de nenhuma espécie! No dia do seu casamento, mamãe fez o bolo e também uma maionese, não me lembro se fez outros pratos também. A festa foi na creche São Vicente de Paula. Lá na geladeira da creche tinha um pouco dessa geléia de pé de frango! Quando Roberto passou lá, de manhã, não tive dúvida: ofereci aquela geléia deliciosa para ele, ele comeu e adorou!!!!!! Coitado!!!!! Só contei muito depois que se tratava de frango, ou melhor: o pé do frango!!!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Viva mesmo após a morte

09 de novembro de 1989

08 de agosto de 1990