30 de novembro de 1989

(18h30) Querida filha Tata. Um abraço muitíssimo carinhoso para você! Tudo bem com você? Espero e faço votos que sim. Nós, graças a Ele, vamos bem. Domingo Junior ligou e eu pude falar um pouco com as meninas. A Lu falou que está escrevendo muito bem (imagina a idade, 04 anos!). A Nina, não cosegui conversar pois ela só falou italiano – a única coisa que entendi foi “nona” (vovó). Mas você precisava ouvir que linda... Não sabe, talvez, distinguir as línguas, penso eu. O Gabriel deve estar lindo, pois engordou, 1,2 kg em um mês. O Wilson está em Capitólio, ele veio buscar a Ana para levá-la pra fazenda. Ela ia ficar ali até o final do ano. Mas ele achou melhor que ela vá. O Breno está cada vez mais lindo e engraçado. Já está falando quase tudo. O nenê da Maria Helena talvez nasça antes do Natal. Ela fez ultrassom e a médica falou isso. Gigi continua firme no regime. Parece que já emagreceu alguns quilos. Clara está ativamente colaborando com o PT. E Mariana rezando para que Lula entre. Porque a cada dia a gente fica sabendo mais coisas horríveis do Collor. Mais uma novidade: entrei no corte e costura. Só faltava, corte e costura... Mas também larguei do violão. Não dá para fazer tudo. Telefonei para o sr. Waldir e ele não pode ainda ver, mas vai procurar o homem que vai envernizar. Ele tem tocado em muitos casamentos, por isso não deu ainda. Reze muito para a Gi que o vestiba está aí na porta (domingo que vem, dia 10), se Deus quiser. A Orquestra de Câmara parece que vai ser adotada pela Prefeitura, tomara. Eu acho que você já sabe que o Waltão vai para os Estados Unidos em janeiro próximo. A Ude vai agora a uma festinha da Canarinho lá no Dispensário. Festinha de final de ano. Tata, já escrevi tantas bobagens só para encher papel. Esqueci de perguntar do show. Foi bom? O Gordo foi? Ele só ligou aqui no sábado de manhã, mas eu falei com a Ana em seguida em seu telefonema. Já é tarde e eu devo entregar esta carta para a Aninha. Ela é um doce. É ela que me faz escrever. Desculpe. Agradeça a ela por mim novamente. Beijos carinhosos e saudosos a você, a todas as meninas e, à Margi, outros tantos. A benção e toda saudades da Mamãe. Junto segue foto do Gabriel.

Comentários

Cacá disse…
❤️❤️❤️
Anônimo disse…
Que delicia....
Qdo leio ouço a voz dela contando os fatos.
Quero mais

Postagens mais visitadas deste blog

Viva mesmo após a morte

09 de novembro de 1989

08 de agosto de 1990