Postagens

Mostrando postagens de Março, 2019

Sem data

Imagem
Tata muito querida, bom dia! Um abraço muito saudoso para você. São 5,30 da manhã. Estamos com muitas saudades de você. No final do ano sempre aparecem as visitas, a casa fica cheia, a correspondência fica atrasada. Tudo bem com você? Espero que sim. Como foram as festas de Natal e final do ano aí? Imagino que devem ter sido lindas. E o frio? É linda mesmo a neve? Tem sofrido muito com o frio daí? Espero que não. Às vezes fico imaginando você dentro daquelas roupas quentinhas que você levou. Gostaria de contar um pouco para você das festas daqui. Wilson e Ana saíram da fazenda bem antes do Natal porque o Gabriel teve muitas febres seguidas. Eram do ouvido. Agora, graças a Deus, parece que ele está bem. Eles passaram o Natal em Capitólio. Marcos, Maria Helena e os meninos passaram aqui, dona Yolanda e Nair também. Foi muito alegre a ceia e o almoço de Natal também. Houve a troca de presentes (amigo secreto). Depois, como o aniversário da Marina é dia 31 de dezembro, resolveram fazer a …

08 de agosto de 1990

Imagem
Tata muito querida, um abraço muito saudoso para você e todo Focolare. Hoje recebemos mais uma carta. Adoramos. Cada carta que chega é um motivo a mais para nos reforçar na vida do Evangelho. Hoje eu saí para vender alguns cartões de puchero para a creche da Irene, mas antes eu fui até a imagem de Nossa Senhora e pedi para que fosse ela a vender. E que ela iria na minha frente. Ela não deixou por menos: vendi quatro cartões em 10 minutos. E ainda recebi um presente dela: quando cheguei, encontrei sua carta na área. Obrigada, muito obrigada mesmo! A maior alegria é quando chegam notícias suas. Eu pretendia escrever todo dia uma linha para você, mas ainda não comecei. Porque assim as notícias seriam mais bem contadas – e mais abundantes. Sábado foi aniversário nosso - meu e do Walter (ele não veio). Tocou no domingo, mas telefonou. O Junior também telefonou. Conversei com a Luisa. Marcos e família vieram. Ganhei três vasos de flores deles, um cobertor (acolchoado) de lã de carneiro da …

30 de julho de 1990

Imagem
Queridíssima Tata, um abraço bem grande e bem saudoso. Todos ficamos muito felizes com os cartões de aniversários maravilhosos. Desculpe-me por não ter respondido sua última carta. A gente vai deixando para depois e acaba não respondendo. Mas vamos viver o presente. Todo dia 30 de cada mês, nós recebemos a visita da Mãe 3 X Admirável de Schoenstatt e sempre ela nos dá alguma alegria neste dia. Hoje foram os cartões. Muito obrigada. Eu e a Ude adoramos, o Waltão não recebeu ainda. Vou ver se mando pelo Correio. Aqui, graças a Deus, vamos bem. Marcos, Maria Helena e os meninos vieram na semana passada. Estão lindos! No domingo almoçaram aqui e trouxeram a dona Yolanda. Eu levei dona Yolanda comigo num chá nos Frades (eu fui trabalhar); ela adorou. Ficou aqui até 10 da noite. Clara foi passear na fazenda da Claudia do Testa, não sei se você conhece. Fica no Paraná. Só um fim de semana. Vitorio Casarin casou-se com uma moça que é filha do José ABC, que escreve no Jornal de Piracicaba. Não…

Piracicaba, 07 de fevereiro de 1990

Querida Tata, um saudoso e carinhoso abraço... Tudo bem com você? Espero que sim. Nós, graças a Deus, vamos bem. Ontem chegaram Maria Helena, Breno e Marina. Ela está uma fofura. O Breno está com um pouco de inflamação de garganta e tem alguma febre. O Marcos foi para Cuiabá e vai voltar na sexta, se Deus quiser. Gi e Ana foram assistir um jogo importante de basquete (BCN Piracicaba contra Minercal). A Gi não entrou na Esalq. Hoje eu a surpreendi falando alguma coisa para Maria Helena, por exemplo, que me pareceu que ela não estava muito contente de ter entrado em Jaboticabal. Ela comentou alguma coisa com você? Gostaria que ela estivesse bem contente com esse passo que ela vai dar. Ou, se ela não estiver disposta a ir, fazer novamente o cursinho. Gostaria, na medida do possível, que você escrevesse algo para ela. O Wilson já fez vários telefonemas nos convidando para irmos à fazenda. Hoje, novamente, ele ligou. Já estava me esquecendo de contar o mais importante: a Ana adorou o Cent…

Sem data

Imagem
Tata querida e maravilhosa, boa tarde! (Também maravilhosas todas as meninas do Focolare que estão no mesmo empenho!). Hoje é domingo, são 16h50, horário de verão. Uma tarde cheia de sol e calor. Seu pai está no quintal. Clara lavando roupas, pois estamos sem ajudante. Ude foi almoçar fora. Graças a Deus, tudo bem aqui. O mesmo desejo a você e a todas . Hoje almoçamos estrogonofe de frango, estava uma delícia. E suco de cerejas, porque o pé está carregado. Pensei em escrever essa carta como se estivesse aí com você, como uma visita. Desculpe se não for igual. Hoje tia Linda de São Paulo e o marido dela estiveram aqui para nos convidar para as Bodas de Ouro deles. Será no dia 27 de dezembro, em São Paulo. Inclusive os casados. Ficamos muitos felizes com o convite. Até o convite é lindo, todo em dourado, até o nome do seu pai. Nas suas orações, lembre de pedir por eles. Também tia Geja e tio Tola irão comemorar as Bodas de Ouro no dia 20 de dezembro. Não esqueça deles. Tata, essa semana…

Fios de ovos, brigadeiros, bolos e afins

Quando éramos crianças, minha mãe fazia salgados, doces e bolos sob encomenda. A lembrança mais antiga que tenho foi de um domingo, eu deveria ter, no máximo, uns 11 anos, e ela estava deitada no quarto, com fecbre. Só que tinha que entregar um bolo para uma Bodas de Ouro que já estava pronto, só faltavam os fios de ovos. Ela me chamou no quarto e disse: “Dê (era assim que ela me chamava), você faz um favor pra mamãe? Não consigo levantar, será que você faz os fios de ovos pra mim?”. Eu respondi que faria, mas pensando com meus botões: como será que toda aquela gema se transforma em fios de ovos? Ela disse: “Eu vou falando e você vai fazendo”. E assim foi. “Põe tanto de água na panela tal... Mistura tanto de açúcar na água... Deixa ferver... Enche uma colher e vai soltando até formar um fio... Coloca as gemas naquele funil de três furos e vai fazendo movimentos circulares...” Pois bem, eu fiz tudo o que ela mandou. E não é que os fios ficaram ma-ra-vi-lho-sos? Nunca mais ninguém lá em…

30 de novembro de 1989

(18h30) Querida filha Tata. Um abraço muitíssimo carinhoso para você! Tudo bem com você? Espero e faço votos que sim. Nós, graças a Ele, vamos bem. Domingo Junior ligou e eu pude falar um pouco com as meninas. A Lu falou que está escrevendo muito bem (imagina a idade, 04 anos!). A Nina, não cosegui conversar pois ela só falou italiano – a única coisa que entendi foi “nona” (vovó). Mas você precisava ouvir que linda... Não sabe, talvez, distinguir as línguas, penso eu. O Gabriel deve estar lindo, pois engordou, 1,2 kg em um mês. O Wilson está em Capitólio, ele veio buscar a Ana para levá-la pra fazenda. Ela ia ficar ali até o final do ano. Mas ele achou melhor que ela vá. O Breno está cada vez mais lindo e engraçado. Já está falando quase tudo. O nenê da Maria Helena talvez nasça antes do Natal. Ela fez ultrassom e a médica falou isso. Gigi continua firme no regime. Parece que já emagreceu alguns quilos. Clara está ativamente colaborando com o PT. E Mariana rezando para que Lula entr…

09 de novembro de 1989

Querida filha, um grande abraço para você. Como a Ana se prontificou a levar algumas coisas para você, pensei em lhe mandar algumas notícias, porque no momento não está sendo possível mandar algo diferente. Mas gostaria de lhe contar um pouco sobre o nosso mais novo membro da família: Gabriel (netinho). Eu achei ele bem parecido com o Enzo, só que o cabelo dele é loiro. Os olhos eu acho que são azuis. Vamos ver se permanecem. É muito saudável. Também parece que vai ser mais alto que o Enzo. É muito guloso; se continuar assim, vai puxar o pai. A Ana está ótima, graças a Deus, só que ela teve umas alergias no lugar do curativo. Ficaram algumas bolhas, mas graças a Deus já estão secando. O Enzo está um encanto. Fala um pouco de tudo, só que tem levado uns tombos. Parece que está se dando muito bem com o irmãozinho. O Junior escreveu quatro páginas. Parece que está adorando a Italia, já conheceu Milão, Roma, a torre torta de Piza. Ele disse que o meio de transporte mais comum é o trem. El…

Viva mesmo após a morte

Perdi minha mãe há três meses. Essa perda, para qual eu me preparei a vida inteira, não poderia ter vindo mais diferente do que tudo que eu imaginava. Minha mãe era uma mulher forte. Forte como ser humano, forte como mulher, como mãe, como esposa, como cristã. Forte na morte. Eu acreditava, lá no fundo, que ela jamais morreria. E não morreu, só mudou de lado. Além dessa força indescritível, ela nos deixou um calhamaço de cartas. Na verdade, essas cartas foram escritas para minha irmã que, por alguns anos, morou na Itália. Naquela época, só havia dois recursos: as cartas e o telefone (cujas ligações era bem caras). Então ela escrevia. E escrevia a hora que lhe dava na telha. E o mais legal é que ela escrevia assim como ela falava. Parecia que ela estava conversando pessoalmente com a filha amada. Além disso, uma grande particularidade é que as cartas eram escritas em qualquer papel. Podia ser numa folha de caderno, num papel de carta, num sulfite, não importava. Quando queria escrever,…