O grande dilema

Giovanni tem seis anos. Em 2009, vai para o primeiro ano dos atuais nove. Não adianta negar: mãe de filho único é ansiosa, preocupada, cheia de cuidados. A maioria das crianças do pré 2 vai mudar de escola. Se eu deixá-lo lá, será que vai sentir-se excluído? Será que ficará ressentido? Será que vai achar que foi deixado para trás? Ai meu Deus.....
Fulaninho vai pra tal escola, ciclaninho também, a turma é ótima e unida, não vamos separá-los. Angústia. Como já disse em post anterior, a nova escola é boa. É ótima. É cara. E muito. "Mas é a melhor, Ude. Seu filho merece o melhor". "Ude, ele vai te cobrar mais tarde". "Você não vai conseguir segurar o consumismo". "Ele vai querer o que todos tem". "A escola é longe". "Tadinho, não pequeno numa van ou ônibus". PÁRA O MUNDO QUE EU QUERO DESCER!!!!!
Será que é tão difícil assim mudar um filho de escola? E por que eu devo mudar de escola se ele ADORA onde está? Por que todo mundo vai? Por que eu é que me sinto insegura em não acompanhar o grupo? Ou por que eu tenho que provar pra mim que eu posso colocá-lo "no melhor"?
Ontem a angústia acabou. Decidi. Ele fica. Não vai. FICA. E vai progredir como sempre progrediu. E vai aprender como sempre aprendeu. E vai ser feliz como sempre foi. ALELUIA! QUE ALÍVIO!!!!!!!!!!!!
Decisão tomada, "tio Paulo" diz:
- Giovanni, sua mãe tem uma novidade pra te contar.
- O que?
- Depois ela te conta.
No carro, debaixo de uma chuvona, ele pergunta:
- Então, o que vc tem pra me contar?
- Que vc fica na escola o ano que vem. Não vai sair.
- UAUUUUUUUU!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! MARAVILHA, MAMÃE!!!!!
Maravilha digo eu. Passei por tanto estresse e em nenhum momento considerei o quanto meu filho é feliz lá. Na sua terceira casa (a segunda é a da vovó).
- Mamãe, eu tô muito feliz....
Tem alguma coisa que pague isso? Tem dinheiro no mundo que pague a tranquilidade e a felicidade de um filho? Porque o meu estresse com certeza, em alguns momentos, passou a ser dele. Sacanagem minha, não?
Dormi essa noite como um anjo...... e ele também!

Comentários

MARCELA BENVEGNU disse…
Isso aí UDECA! Deixa ele ser feliz... proque ele ainda tem uma vida inteira de escola hard para enfrentar.

Postagens mais visitadas deste blog

Viva mesmo após a morte

09 de novembro de 1989

08 de agosto de 1990