Lidando com as frustrações

Nem tudo é como a gente quer. Lógico que não. Mas tem coisas com as quais a gente sonha, está perto de realizar e aí tudo se desfaz, vira fumaça. E não é fácil lidar com isso. Não é msm. Principalmente quando o que queremos não é pra gente e sim pra quem a gente ama. Vivemos num mundo mto materialista, isso até os mais lunáticos sabem. Mas isso tá cada dia pior. Só tem valor aquele que mostra ter mais. Mostra, porque muita gente não tem nada e investe apenas no "mostrar". O conteúdo está em último plano. Será que ninguém está interessado no ser humano pela essência? O que a gente pensa, sente, processa, não vale? Não vale a intenção de ser diferente, de ver além, de vasculhar o que não é palpável? Não, ultimamente não vale. Será?

Cada um dá o que possui
(desconheço o autor)

Uma pessoa maldosa resolve presentear uma outra pobre por seu aniversário e ironicamente manda preparar uma bandeja cheia de lixo e sujeiras. Na presença de todos, manda entregar o presente, que é recebido com alegria pelo aniversariante.
Gentilmente, o aniversariante agradece e pede que lhe aguarde um instante, pois gostaria de poder retribuir a gentileza. Joga fora o lixo, lava a bandeja, enche-a de flores, e a devolve com um cartão, onde diz: "Cada um dá o que possui."
Assim, não se entristeça com a atitude de algumas pessoas, não perca sua serenidade. A raiva faz mal à saúde, o rancor estraga o fígado e a mágoa envenena o coração. Domine suas reações emotivas. Seja dono de si mesmo.
Não jogue lenha no fogo de seu aborrecimento.
Não perca sua calma. Pense antes de falar e não ceda à sua impulsividade.
"Guardar ressentimentos é como tomar veneno e esperar que a outra pessoa morra".

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Viva mesmo após a morte

09 de novembro de 1989

08 de agosto de 1990