Fora o preconceito!


Faz um bom tempo que penso nisso, mas não tinha comentado com ninguém. Hoje, falando com meu amigo e colega de trabalho Rodrigo, tocamos no assunto: utilizar estereótipos para fazer humor. O que me lembrou uma outra coisa. Diariamente, ou quase diariamente, recebo emails com fotos esdrúxulas, piadas preconceituosas, sempre explorando o que? o gordo, o feio, o gay, o velho, o careca, o baixinho. Leia-se de ambos os sexos. Não consigo achar graça. Não consigo mesmo. Posso até ter repassado alguns sem analisar, quase mecanicamente. Mas não gosto e procuro não mandar pra ninguém. Não entendo porque o ser humano acha graça em ridicularizar o outro só porque é diferente. E muitas vezes nem é: é pior. A natureza nos fez diferentes, mas não menor ou maior que ninguém. Acho bárbaro aquele ditado que diz, QUEM AMA O FEIO BONITO LHE PARECE. É isso mesmo. Tanto o belo quanto o feio são muito relativos. Às vezes você conhece uma pessoa que plasticamente não agrada a maioria. Mas que vc acha linda. Isso acontece muito comigo. Por exemplo, existe criança feia? Na minha opinião NÃO. Ela trazem dentro de si uma pureza tão grande que não dá pra vc olhar só no externo. É por tudo isso que eu não consigo ver graça em programas como o Pânico. Acho o fim da picada. Será que não dá pra fazer humor de uma outra forma? Tem tanta gente engraçada que não apela..... É isso!

Comentários

Por essas e outras é que não mais vemos programas de humor em nossas emissoras de TV. Por isso é que os desenhos animados de hoje em dia já não nos divertem tanto. E isso é bom, mostra que nosso senso crítico está mais maduro. É importantíssimo refletirmos sobre essas questões. Obrigado, Ude.
Rodrigo Alves disse…
É Ude. Não precisa nem falar que tem público para o humor preconceituoso, como tem gente que defende ele com unhas e dentes. Basta ver o episódio de hoje, depois das postagens sobre o Oscar Filho... hahahahaha
Mas desde já agradeço seu apoio nas respostas. Gostei da polêmica.

Bjos e me liga!!! hahahaha
Tres risadas

Rodrigo Alves
www.dandonota.wordpress.com

Postagens mais visitadas deste blog

Viva mesmo após a morte

09 de novembro de 1989

08 de agosto de 1990