Dia especial


Hoje eles fariam 56 anos de casados. Chegaram a completar 54. E esse sempre foi um dia de festa para toda a família. Porque eles sempre fizeram questão de comemorar esse amor. Um amor que deu vários frutos: antes eram 8, agora somamos 18, com mais um a caminho. Um que ele não vai conhecer. Não vai conhecer da maneira convencional, porque ele sempre está presente (mesmo estando ausente há exato ano e meio). Em tudo e em todos, principalmente na casa. Naquela poltrona, nas fitas de ópera. Nas fotos. No nosso coração. Dia e noite, noite e dia.

Comentários

IRASHAI disse…
Adorei... é bom saber que tal como eu... há pessoas que não deixam quem um dia se amou, Morrer... Não no sentido físico porque nesse não a podemos travar. É bom continuarmos com as memórias e as pessoas bem vivas dentro de nós.
Mari :p disse…
Olá!!

Há pessoas que somam em nossas vidas de todas as maneiras!! E temos que ser gratos por esta oportunidade!!
E você, duplamente...porque teve 2 pessoas maravilhosas...

Gostei do seu blog...sempre que puder, passarei aqui..

Um grande abraço,
tenha um bom dia...

Mari.
Ude, sinto muito pelo seu pai... :-(
Sua mae nao mudou nada nesses ultimos vinte anos!
Emagreceu um pouco? Bonitona! :-)

Postagens mais visitadas deste blog

Viva mesmo após a morte

09 de novembro de 1989

08 de agosto de 1990